Social Icons

sábado, 4 de agosto de 2012

Oito enfermeiras cristãs são “envenenadas” no Paquistão


Casos de intolerância religiosa deixa cristãos atentos
Cristãos paquistaneses afirmam que oito enfermeiras foram envenenadas por serem cristãs e realizaram uma coletiva de imprensa na Karachi Press Club para pedir uma investigação sobre o caso. As enfermeiras cristãs trabalham como estagiárias no Hospital Civil e moram em uma pensão. A diretora da pensão, Nasreen Gill, afirma que o chá que estaria supostamente envenenado foi preparado pelas próprias meninas.

“Enviamos as amostras do ‘chá envenenado’ para o Hospital Aga Khan e um relatório de toxicologia estará disponível o quanto antes”, disse Gill.

As oito enfermeiras estão internada em estado grave depois que beberam o chá na noite do último domingo. Os cristãos afirmam que a administração do hospital está escondendo o fato e por isso eles se uniram para denunciar o caso.

Mas o diretor do Hospital Civil, o professor Saeed Qureshi, descarta a possibilidade de envenenamento já que foram as enfermeiras que prepararam a bebida naquela noite. “Elas prepararam o chá, como pode alguém estar envolvido nisso”, disse ele.

Os relatos dados na delegacia de Eidgah conta que elas passaram mal assim que ingeriram o chá sendo encaminhadas diretamente para emergência do hospital onde trabalham. Depois do atendimento elas receberam alta e na manhã da segunda-feira (30) voltaram a passar mal e foram hospitalizadas. Não há informações sobre o estado de saúde atual das oito enfermeiras.

0 comentários:

Postar um comentário