Social Icons

sexta-feira, 13 de abril de 2012

O Barro na Mão do Oleiro!


O Barro na Mão do Oleiro! Deus tinha um plano quando chamou o profeta Jeremias, avisando-o do que estava prestes a fazer. Sim, mais uma vez os israelitas haviam desobedecido ao Senhor, e o Senhor em seu zelo todo especial, resolveu novamente permitir que o seu povo fosse para o cativeiro, como forma de purificação. Então Deus pediu a Jeremias que ele fosse fazer uma visita à casa do oleiro. Chegando lá, passou a observar o trabalhar do oleiro fazendo um vaso. De repente, aquele vaso que estava quase pronto, escapou das mãos do oleiro e se estragou. Certamente, observou e pensou o oleiro: "Este barro não está bem amassado e a sua textura ainda não está no ponto" O oleiro pacientemente amassou o vaso, transformando-o novamente em barroe, após molhá-lo um pouco, começou a amassá-lo. Após amassar bem o barro, o oleiro então começou a fazer, do mesmo barro, um outro vaso. E foi dai que veio a palavra de Deus a Jeremias: Não poderei eu fazer de vós como este oleiro, ó casa de Israel? Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel! Irmãos amados e queridos, quantas e quantas vezes, em circunstâncias desta vida, o povo de Deus escapa das mãos do Senhor e desvia-se do seu propósito? Quantas vezes as pessoas desobedecem ao Senhor e deixam-se levar pelo pecado? Quantas vezes temos desobedecido ao Senhor e aos seus ensinamentos? Alguém pode dizer: Essa palavra não é para mim! Não tenho desobedecido ao Senhor! Alguém na sua ingenuidade, ou tentando dar uma de desavisado, pode até perguntar: Em que posso ter desobedecido ao Senhor? Permitam-me responder? Pelo amor que tenho às almas e como verdadeiro profeta de Deus respondo: Desobedecemos a Deus, escorregamos e escapamos de sua mão, quando mentimos, quando olhamos com desdém para alguém, quando não liberamos o perdão,quando guardamos rancor, quando odiamos, quando deixamos de amar ao nosso próximo, quando não amamos os nossos inimigos, quando não oramos por aqueles que nos perseguem e por aqueles que demonstram que não nos quer bem e quando não estendemos a mão ao necessitado e ao aflito. Nos tornamos um vaso quebrado, quando desobedecemos a Palavra de Deus, quando somos infiéis ao Senhor, à nossa Igreja, ao nosso pastor, aos nossos irmãos, quando não ajudamos a obra de Deus, etc. Viram, meus irmãos, quando às vezes estamos com o nosso vaso quebrado e nem percebemos? Mas dou graças porque o Deus ao qual nós servimos é o grande Oleiro do universo, e assim como Jeremias fez, podemos fazer o mesmo sempre que necessário, ou seja, descer à casa do grande Oleiro, que além de oleiro é o nosso Pai, e pedir que ele nos molhe, nos amasse, e faça sempre de cada um de nós um novo vaso. Amém, meus irmãos queridos? E então, minha gente! Vamos descer a casa do oleiro? Vamos pedir ao nosso Pai celestial para nos transformar e modificar a nossa vida e o nosso jeito de ser? Que o bondoso Deus possa abençoar a todos vocês em nome do Senhor Jesus! Um abraço fraternal! Paz seja em vossos corações! Aleluia!


Editora: Gilda

0 comentários:

Postar um comentário