Social Icons

sexta-feira, 9 de março de 2012

Uma palavra na hora exata!

Certa vez, uma irmão me procurou pedindo que orasse por ele porque andava muito angustiado. Me falou que mesmo tendo uma família maravilhosa, um ótimo emprego, uma boa casa, um bom carro e muitos outros bens, não se sentia feliz. Falou-me que dentro de si havia uma grande insatisfação, e que por mais que orasse não conseguia reverter a situação. Falou-me por fim que Deus o havia abandonado e esquecido dele. Sim, às vezes, realmente podemos ter essa impressão de que Deus nos abandonou, e que as nossas orações não estão sendo ouvidas pelo Senhor. Mas Deus ouve sim as nossas orações e súplicas, só que muitas vezes não nos atende porque sabe o que nos convém, ele sabe o que é bom para nós, e existe também o tempo do Senhor, que devemos levar em consideração. Há também o exemplo da Palavra de Isaías ao nos dizer que os ouvidos de Deus não estão agravados, ou surdos para que não nos possa ouvir. Nesse caso, o profeta levou em conta o pecado que separava o povo de Israel da presença de Deus, por isso que o Senhor não os ouvia. E a realidade é essa! Às vezes conosco também ocorre o mesmo! Quem sabe um pecado, uma falha ou falta de consagração, ou até mesmo uma omissão nossa pode fazer com que Deus não nos dê o que pedimos e não proporcione aquilo que almejamos. Pensar que Deus nos esqueceu é o maior engano que podemos cometer. Deus nunca nos esquece e muito menos nos abandona. O seu amor é tão grandioso que noite e dia os seus olhos estão a nos contemplar. Sabe qual foi o meu conselho para aquele irmão? Aconselhei ele a vistoriar a sua vida e a mudar a sua atitude quanto à sua relação para com Deus, ou seja, que ele procurasse se consagrar e a adorar com mais intensidade ao Senhor e, em suas orações, que ele pudesse agradecer mais do que pedir. Sim, expliquei a ele que o Senhor sabia do que ele precisava, e que ele deveria se apresentar diante do Senhor com humildade, e não exigindo ou determinando nada, mas pedindo com o coração contrito, que o Senhor, através do seu Espírito Santo pudesse restaurar a sua vida espiritual para ele poder sentir alegria e paz no coração. Ele admitiu ter algumas pendências quanto a sua integridade espiritual e aceitou de bom grado o meu conselho. Na próxima vez que vi o meu irmão ele estava com uma outra aparência. Feliz e cheio de ânimo, era uma outra pessoa! Ele me abraçou, me agradeceu e pelo tempo que conversamos só falou de bençãos, de coisas boas, e da felicidade e paz que sentia em seu coração. Deus é ou não é maravilhoso irmãos? Claro que é! Basta sermos fiéis, agradecidos, verdadeiros adoradores e exaltarmos a sua excelsa majestade. Deus abençoe a todos, e que a Paz de Cristo esteja em vossos corações! Um abraço!

Editora:Gilda  M

0 comentários:

Postar um comentário